domingo, 15 de março de 2009

pisei na lua, mãe!

O menino entrou contente em casa. -Mãe, pisei na lua, agorinha!
A mãe não deu muita atenção, continuou varrendo a água da chuva que entrara pelas goteiras da cozinha.
-Quer pisar na lua também, mãe?
-Ora, menino! Que conversa besta... Será que vamos voando nessa vassoura? Parece que puxou a meu avô... Ele dizia umas coisas sem juízo e chamava de poesia. Invente outra mentira.
-Mas é verdade, mãe. Venha. Nem precisa de vassoura.
E puxou a mãe pela mão, em procura da calçada.
-Tá vendo? Pode pisar!
E a mãe se viu obrigada a pisar na poça d´água que refletia a lua.
Até esqueceu goteiras e vassoura . Dentro de si disse apenas: esse meu menino!..., meu avozinho...

Um comentário:

  1. lembrei-me deste poema antigo:

    sussurros
    líria porto

    nossa
    olha a lua na poça
    posso tocá-la?

    cala-te
    se acordas são jorge
    ele foge a cavalo
    leva a lua

    e o poço?

    vou cavá-lo depois
    não agora
    que a lua mergulha
    em meu olho

    *

    besos

    ResponderExcluir

Escreva aqui na parede seu comentário. Venho ler depois.Obrigada.

Divulgue seu blog!
Informe o código: 956
Faça pontos, ganhe brindes