terça-feira, 29 de setembro de 2009

Filosofia dos garranchos



rumo à vida
quando eu ia
estava lá
Sertania

filosofia dos garranchos
escrita no corpo que passava

o olhar salgado da cacimba
o livro aberto da estrada

água do primeiro banho
da criança alfazemada

mas um dia veio o circo
e o Trapézio estava lá

compreendi que a vida é
salto mortal todo dia

então cavei a janela
e depois saltei por ela...

_________
Letra de música composta em 2005, reunindo os títulos de dois livros- Sertania e Trapézio e outros movimentos, como forma de responder à inclusão desses livros num projeto de recital poético que o poeta Eduardo Gosson então desenvolvia. Dedico a ele esta postagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escreva aqui na parede seu comentário. Venho ler depois.Obrigada.

Divulgue seu blog!
Informe o código: 956
Faça pontos, ganhe brindes