quinta-feira, 26 de novembro de 2009

por enquanto, por encanto



ele deu uns dez passos e voltou correndo:
-o amor vence, por enquanto...

ela:
-por encanto...

lá em cima os pombos escutavam o amanhecer.

"E o dia amanheceu igual"?

Desigual.

(continuação do poema/conto abaixo, por instigação de Maria Teresa Hellmeister Fornaciari-http://mteresahf.blogspot.com/
Blog Ouvindo Meus Botões)

Um comentário:

  1. Um fim talvez um pouco mais esperançoso [ou não] para esse casal. Lindo fragmento professora.

    Aqui está o link para o - inativo-por-enquanto - blog de Vítor> www.heystella.wordpress.com espero que você goste!

    ResponderExcluir

Escreva aqui na parede seu comentário. Venho ler depois.Obrigada.

Divulgue seu blog!
Informe o código: 956
Faça pontos, ganhe brindes