sábado, 17 de novembro de 2012

Pequenos agrados da Vida

Um sábado inteiro administrando pequenos serviços em casa e fazendo tarefas correlatas, sem tempo pra almoçar direito, indo e vindo... Ao fim da tarde, acabando de lavar o terraço, eis que percebo bem ali, num cantinho, vindo não sei de onde (o vento trouxe), um colarzinho lilás (ou é magenta?)... Olhei, peguei: era uma vagem seca de... amendoim talvez. E estava em forma de quase coração... Tomei como um agrado da Vida, um "receba, é muito simples, mas já que você viu é seu"... Fiquei sinceramente tocada por esse acontecimento ínfimo/máximo.

Acho que a toda hora a Vida oferece seus pequenos agrados, e assim, largando-os pelos cantos, sem embalagem, sem cupom de troca, sem marca.
O que fiz do meu?... Lancei para a eternidade, colocando-o num vaso pra virar adubo.
Não é assim que a Vida quer?... Transformação...? Obrigada, Vida, por me ensinar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escreva aqui na parede seu comentário. Venho ler depois.Obrigada.

Divulgue seu blog!
Informe o código: 956
Faça pontos, ganhe brindes