quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Da palavra

Toda palavra traz em si a não-palavra.
O maior silêncio está por vezes
no que se diz, contido.

O que se gera no vácuo
inexoravelmente cumpre
a lei do habitar-se dele.

Dizer é querer revelar o que é
e nenhum ser será
tão perfeitamente exprimível
que perfeitamente se diga.

E quanta vez o dizer-se se desdiz
no escultórico trabalho
de se plasmar a Ideia...

Dizer e não-dizer coexistem.

(do meu livro "Sertania", 1978)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escreva aqui na parede seu comentário. Venho ler depois.Obrigada.

Divulgue seu blog!
Informe o código: 956
Faça pontos, ganhe brindes